Projetor | Datashow revive shows de grandes nomes da música

13 janeiro 2015
Category
Tech
Comments Comentários desativados em Projetor | Datashow revive shows de grandes nomes da música

A tecnologia do Projetor | Datashow permite aos fãs assistir seus ídolos mais uma vez

Quem diria que um dia, um Projetor | Datashow seria capaz de trazer Elvis Presley, o rapper Tupac Shakur ou o rei do pop Michael Jackson de volta aos palcos. “É uma oportunidade de ouro para os amantes da música de todas as idades. Quem os viu ao vivo pode matar a saudade e as novas gerações têm a chance de realizar um sonho, ficando um pouquinho mais próximos àqueles de quem tanto gostam. É como uma viagem no tempo”, analisa o crítico musical e baixista Ricardo Ferreira. “Essa tecnologia abre espaço para experiências transcendentais. Um Projetor | Datashow te transporta ao céu, ou ao inferno, para ver seu ídolo”, ele brinca.

O uso de um Projetor | Datashow para dar vida a um artista teve início na década de 1990. O Rei do Rock Elvis Presley foi um dos primeiros a voltar à ativa. “A ideia surgiu para homenagear os vinte anos da morte do cantor, em Memphis, Estados Unidos. Assim, foi criado o embrião do que hoje é o Elvis Presley in Concert”, nos conta Silva Filho, fã de Elvis desde a adolescência nos anos 1960.

Além de Elvis, presente através do Projetor | Datashow, a apresentação conta com músicos que fizeram parte da banda oficial em gravações, filmes e turnês. O guitarrista James Burton, o baterista Ronnie Tutt e o baixista Norbert Putnam são a base do time que ainda conta com backing vocals, o pianista e diretor musical que acompanharam o rei em sua carreira. “A presença destes músicos dá um toque de autenticidade ao show, afinal, é literalmente a banda do Elvis”, defende o crítico Ricardo.

Se o corpo de Elvis está presente via Projetor | Datashow, sua voz por outro lado é a original. A produção do show usou como base apenas gravações feitas no sistema multi-track, que permite o isolamento do áudio em camadas, cada uma captando um instrumento, e isolando apenas a voz de Elvis de forma clara. Os vídeos utilizados foram gravados entre 1968 e 1973, período auge do músico. Vale destacar as imagens do especial para a televisão Elvis: Aloha from Hawaii, de 1973.

Além do Rei do Rock, o Projetor | Datashow trouxe à vida o rapper americano Tupac Shakur, morto em 1996. A apresentação aconteceu durante uma premiação nos Estados Unidos. Nela, Tupac fez dueto com o amigo Snoop Dog. “Neste exemplo, a técnica foi levada a outro patamar. O uso do Projetor | Datashow transformou a imagem de Tupac em um holograma 3D”, diz Flávio Cavalcante, editor de vídeo.

“O Projetor | Datashow foi utilizado apontado para baixo, na direção do chão em frente ao palco. Neste espaço foi posicionado um espelho, invisível ao público, refletindo a projeção na direção do palco. Para completar o truque, uma película ultrafina é colocada em um ângulo de 45º, que dá a impressão ao público, que a imagem ali projetada, seja um objeto ou uma pessoa é real”, explica Flávio.

Essa técnica de holograma, usando um Projetor | Datashow, já é cogitada para agradar fãs de outros artistas falecidos, como Michael Jackson. E suas possibilidades são infinitas. Kurt Cobain, Jim Morrison, Raul Seixas, Jimi Hendrix, Fred Mercury ou Frank Sinatra podem retornar aos palcos para uma última turnê. Esperamos ansiosos.

Comments are closed.